Campus

Programa seleciona alunos como Embaixadores da Saúde Planetária
Iniciativa do Instituto de Estudos Avançados da USP recebe inscrições até 16 de janeiro
Por ACI Unesp - 04/01/2021


O Programa Brasileiro de Embaixadores de Saúde Planetária está selecionando estudantes de graduação e pós-graduação de universidades públicas e privadas brasileiras para se tornarem embaixadores de Saúde Planetária no Brasil.

O Programa Brasileiro de Embaixadores de Saúde Planetária é uma iniciativa do Grupo de Estudos em Saúde Planetária do Instituto de Estudos Avançados da USP e tem, como objetivo, a criação de uma rede de estudantes para desenvolvimento de atividades para disseminação dos conceitos de Saúde Planetária em suas universidades (http://saudeplanetaria.iea.usp.br/pt/programa-brasileiro-de-embaixadores-de-saude-planetaria/)

O prazo de inscrição é de prazo para inscrição: 16/12/2020 a 16/01/2021 e todas informações podem ser acessadas aqui: http://saudeplanetaria.iea.usp.br/pt/selecao-embaixadores-2021/

Frente as ameaças deste desequilíbrio ambiental que estamos vivendo, sendo as mudanças climáticas o nosso principal desafio a saúde pública, a concepção de Saúde Planetária aparece como um novo esforço para tratar a questão da sustentabilidade e da vida humana no planeta sob ótica cada vez mais integrativa, transdisciplinar e global, já que os problemas desta crise planetária transpassam fronteiras geopolíticas, delimitações acadêmicas e afetam a humanidade como um todo (http://saudeplanetaria.iea.usp.br/pt/o-que-e-saude-planetaria/).

A Unesp tem uma representante neste grupo de Saúde Planetária brasileiro, que é a professora. Karina Pavão, do Departamento de Saúde Pública, da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB). A professora ressalta esta é uma oportunidade muito interessante para todos os nosso estudantes da Unesp, sendo aberto para todas as áreas. “O programa pode ser oportunidade de Iniciação científica, Trabalho de Conclusão de Curso, projetos de Pós-Ggraduação e mas mais que isto: uma oportunidade de integrar-se a uma rede que luta pela Saúde do Planeta, em suas mais diversas áreas”, destaca.