Campus

USP lança dossiê e plataforma digital sobre museus universitários
Seminário virtual “Conversando sobre Museus Universitários” acontece nesta quarta-feira, dia 10, às 10 horas
Por Guilherme Gama - 09/03/2021


O Centro de Preservação Cultural (CPC) da USP promove nesta quarta-feira, dia 10, às 10 horas, o seminário on-line Conversando sobre Museus Universitários – com transmissão ao vivo pelo Youtube -, que tratará do papel e dos desafios dos museus mantidos por universidades. O evento inclui o lançamento de duas produções: o primeiro volume do Dossiê Museus Universitários – Patrimônio, Experiências e Reflexões, publicado na Revista CPC, e a plataforma digital da Rede Brasileira de Coleções e Museus Universitários, uma iniciativa voltada para o registro das experiências museológicas das universidades brasileiras. Segundo Mauricio Candido da Silva, coordenador do Museu de Anatomia Veterinária da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da USP, o seminário vai propor novas perspectivas de análise e de organização para os museus universitários.

Segundo Mauricio Silva, existem no Brasil atualmente cerca de 500 museus universitários, o que corresponde a 12,5% dos cerca de 4 mil  museus cadastrados no Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). Essa grande quantidade de museus universitários produz estudos sobre práticas de conservação de coleções, projetos educativos, histórico da formação das coleções e análises de exposições, por exemplo. Mas, como afirma Silva, até agora “não havia uma publicação específica para dar vazão a essas pesquisas”. Nesse contexto, o dossiê da Revista CPC surge como um meio de comunicação oficial para esses variados estudos. “O resultado foi muito bom. Recebemos dezenas de artigos de profissionais de museus, estudantes, pesquisadores e docentes de todas as regiões do Brasil”, comemora Silva.  

A publicação consiste em dois volumes. O primeiro, que será lançado no seminário, reúne 18 artigos que abordam as várias dimensões da prática museológica e temas relacionados à administração de diversos núcleos museológicos existentes nas instituições de ensino superior do Brasil e do exterior, com especial interesse na América Latina.  “Agora temos uma importante referência bibliográfica publicada”, ressalta Silva.

Entrada do Museu da Educação e do Brinquedo da Faculdade de Educação da USP, um
dos cerca de 500 museus universitários em atividade no Brasil atualmente –
Foto: Marcos Santos / USP Imagens

Silva destaca a importância dos museus universitários na atualidade, “infelizmente marcada pelo negacionismo científico e pela depreciação das universidades em geral”, diz. Segundo ele, essas instituições formam um conjunto essencial para a disseminação das pesquisas científicas e da cultura universitária, fundamental para o desenvolvimento da sociedade.

Com isso concorda a diretora do CPC, Martha Marandino. Na apresentação do dossiê, ela afirma que, no Brasil, há uma luta diária para que os conhecimentos científicos e as práticas e manifestações culturais se mantenham vivos – daí a importância da discussão sobre o papel e os desafios dos museus universitários. Para Martha, em razão dessa luta, o dossiê também é um “manifesto de resistência”.

Além de Martha e Silva, o seminário terá palestra também de Dalton Martins, coordenador do projeto de pesquisa Tainacan, uma plataforma em software livre para organização de acervos digitais, desenvolvida por pesquisadores ligados a universidades brasileiras e adotada em museus ligados ao Ibram. “As plataformas digitais com dados sobre os museus universitários brasileiros são fundamentais como meios impulsionadores de pesquisas, de trabalhos colaborativos e de políticas públicas para o setor”, afirma Silva. 

O seminário virtual Conversando sobre Museus Universitários, promovido pelo Centro de Preservação Cultural (CPC) da USP, acontece nesta quarta-feira, dia 10, às 10 horas, com transmissão pelo canal do Youtube do CPC. Mais informações e a programação completa do evento estão disponíveis no site do CPC.

A Revista CPC está disponível neste link e a plataforma digital da Rede Brasileira de Coleções e Museus Universitários pode ser acessada através deste link.

 

.
.

Leia mais a seguir