Campus

Com quatro premiações, UFRGS está entre as maiores ganhadoras do Prêmio Capes de Tese 2019
Além das pesquisas vencedoras nas áreas de Engenharias 2, História, Zootecnia e Psicologia, a Universidade recebeu mais sete menções honrosas
Por UFRGS/MaisConhecer - 10/09/2019

foto Gustavo Dieh/UFRGS
Pesquisa sobre embalagem biodegradáveis foi escolhida na área de Engenharias 2

A UFRGS conta com quatro teses entre as ganhadoras no Prêmio Capes de Tese 2019. Foram quatro pesquisadoras vencedoras: Cláudia Leites Luchese, na área Engenharias 2; Cláudia Daiane Garcia Molet, na área História; Beatriz Schmidt, da área Psicologia; e Ana Carina Nogueira Vasconcelos, da área Zootecnia/Recursos Pesqueiros. Entre as instituições, a UFRGS aparece como a segunda mais laureada – empatada com Unicamp e UFSC, que também tiveram quatro prêmios –, estando atrás apenas da Universidade de São Paulo (USP), que teve nove ganhadores. Além disso, a UFRGS recebeu mais sete menções honrosas.

Trabalhos premiados

A tese “Desenvolvimento de embalagens biodegradáveis a partir de amido contendo subprodutos provenientes do processamento de alimentos”, de Cláudia Leites Luchese, da Engenharia Química, foi orientada por Isabel Cristina Tessaro e Jordana Corralo Spada. O site UFRGS Ciência já publicou reportagem sobre essa pesquisa. Já Cláudia Daiane Garcia Molet foi premiada com uma tese intitulada “Parentescos, solidariedade e práticas culturais: estratégias de manutenção de um campesinato negro no Litoral Negro do Rio Grande do Sul”, em pesquisa que corresponde ao período do século XIX até o tempo presente. Ela foi orientada por Regina Weber.

Beatriz Schmidt, da área Psicologia, defendeu uma tese sobre coparentalidade, sob o título: “Coparenting across the transition to parenthood: qualitative evidence from South-Brazilian families” e foi orientada pelo docente César Augusto Piccinini, com coorientação de Giana Bitencourt Frizzo e Sarah J. Schoppe-Sullivan. Por fim, a pesquisadora Ana Carina Nogueira Vasconcelos ganhou com a sua tese na Zootecnia com o tema “Clonagem dos genes dead end e vasa na espécie Colossoma macropomum”. Ela foi orientada pelo professor Danilo Pedro Sterit Jr. e coorientada por Goro Yoshizaki. A solenidade de entrega dos prêmios será em 12 de dezembro.

Menções honrosas

Além dos prêmios principais, a UFRGS recebeu ainda sete menções honrosas das teses dos seguintes pós-graduados: Guilherme Essvein de Almeida (Arquitetura), Josiane Gisela Franken Corrêa (Artes Cênicas), Rodrigo Meine (Música), Ingrid Domingos Pelisoli (Física), Diego Wander Santos da Silva (Comunicação), Laís Gomes Bergstein (Direito) e Cristiano Quaresma de Paula (Geografia).

 

.
.

Leia mais a seguir