Humanidades

Em livro, coletivo de mulheres propõe ‘expandir o presente’ para ‘criar o futuro’
Ana Paula Meneses Alves, professora da ECI, é uma das 16 autoras que lançam olhares plurais sobre a pandemia; lançamento será neste sábado, pelo Zoom
Por Ewerton Martins Ribeiro - 26/06/2020

Cortesia

Será lançado neste sábado, 27, pela internet o livro Expandir o presente: criar o futuro, cuja autoria é compartilhada por 16 mulheres de Brasil, Portugal e Cuba – entre elas, Ana Paula Meneses Alves, professora do Departamento de Organização e Tratamento da Informação da Escola de Ciência da Informação (ECI) da UFMG.

Na obra, as autoras – que, em alguns casos, nem mesmo se conhecem – refletem sobre o cotidiano de isolamento social imposto pela pandemia de Sars-CoV-2 a toda a humanidade pela ótica feminina.

“Neste livro, apresentamos reflexões, imagens, poesias, textos, fotografias e vídeos em que pensamos sobre o contexto em que vivemos, sobre o isolamento social e sobre o que a Covid-19 fez conosco – na verdade, sobre o que a humanidade fez com ela mesma”, introduz a artista visual e pesquisadora Fabiola Notari, uma das organizadoras da obra. “Somos artistas, pesquisadoras, mulheres conscientes de que é possível agir no presente para que o futuro seja possível”, defende Fabiola, que é especialista em livros de artista.

Outra organizadora, a socióloga Mirlene Fátima Simões justifica: “A pergunta de como será o amanhã (e o depois de amanhã, e o depois de depois de amanhã...) fica latente todos os dias, e foi com essa pergunta que iniciamos esse projeto – afinal, já que o amanhã se tornou algo tão difícil de programar, vamos então expandir o presente, retomar os nossos laços, criar uma sociedade que realmente possa nos dar orgulho, sentimento de pertença, sororidade".

Entre outros temas, Mirlene tem como objeto de pesquisa acadêmica justamente as mulheres e suas perspectivas de vida, formação profissional e autonomia. “Produzimos este livro na intenção de chegar até outras mulheres que estavam passando pelas mesmas questões que nós”, resume. “Trata-se de uma obra produzida por 16 mulheres tentando imaginar esse novo mundo, um novo planeta, cuidar da vida, cuidar do outro”, afirma.

A reunião das autoras para a produção do livro reverberou na criação de um grupo de estudos, cujas atividades podem ser acompanhadas no Instagram e no Facebook. Nessas páginas o interessado pode conferir depoimentos de algumas das autoras sobre os trabalhos que integram a obra. 

O lançamento, a partir das 15h, contará com um sarau, que será realizado pelo aplicativo Zoom neste endereço. O ID da reunião é o 966 1387 4717.

Inicialmente, a obra será vendida como e-book. O valor arrecadado será destinado ao financiamento da versão impressa; o resultado da venda da tiragem será integralmente doado a outras mulheres.

Trecho do texto Sentidos, de Ana Paula Meneses Alves:

Olho para tudo em minha volta e a última coisa que tenho é vontade de levantar. Queria continuar aqui. Olhos fechados. Sensação de estar cercada de bruma. Cerrar as pálpebras e voltar para a quase obscuridade. Estranho como tenho me desconhecido nestes dias. Dormi no sofá, com a TV ligada. Dormi tarde, dormi pouco, enrolada em um edredon, toda encolhida, abraçada em mim mesma. Carência? Angústia? Solidão? Nunca sei nomear os sentimentos com as palavras certas. Sei sentir

Livro (e-book): Expandir o presente, criar o futuro
Organizadoras: Fabíola Notari e Mirlene Fátima Simões
Lançamento: 27/06, sábado, 15h, via Zoom
Autoras: Ana Paula Meneses Alves, Célia Maria Foster Silvestre, Cinthia Mendonça, Fabiola Notari, Kamyla Borges, Lídice Salgot, Luana Chnaiderman, Lucimar Bello, Marcia Matos, Miguela Moura, Mirlene Fátima Simões, Monica Fonseca Severo, Nubia Puebla Vinajera, Priscila Bellotti, Renata Bueno e Yeisa B. Sarduy Herrera.
136 páginas / R$ 10* 
*valor simbólico que visa financiar a versão impressa do livro, que, por sua vez, será integralmente destinada à doação para outras mulheres
Vendas 

 

.
.

Leia mais a seguir