Humanidades

Arqueólogos do Peru encontram múmias de até 1.200 anos
A múmia foi encontrada em uma câmara mortuária de cerca de três metros (10 pés) de comprimento e a uma profundidade de cerca de 1,4 metros no local da escavação em Cajamarquilla, cerca de 24 quilômetros (15 milhas) a leste de Lima.
Por Phys.org - 01/12/2021


A múmia é incomum porque o homem está amarrado, com as mãos cobrindo o rosto.

Arqueólogos do Peru trabalhando em um terreno nos arredores da capital Lima descobriram uma múmia que se acredita ter entre 800 e 1.200 anos - e, surpreendentemente, amarrada com corda.

Acredita-se que os restos mortais sejam de um homem de 18 a 22 anos no momento de sua morte, com as mãos cobrindo o rosto.

A múmia foi encontrada em uma câmara mortuária de cerca de três metros (10 pés) de comprimento e a uma profundidade de cerca de 1,4 metros no local da escavação em Cajamarquilla, cerca de 24 quilômetros (15 milhas) a leste de Lima.

O arqueólogo Pieter Van Dalen, responsável pelo projeto Cajamarquilla, chamou a descoberta de "peculiar e única".

"A múmia teria sido enterrada em algum momento entre 800 e 1200 DC", disse ele - o que significa que teria pelo menos 800 anos de idade.

De um lado da múmia, especialistas encontraram o esqueleto de uma cobaia andina e o que parece ser um cachorro, segundo pesquisadores da Universidade de San Marcos.

Traços de milho e outros vegetais foram encontrados na câmara mortuária .

Cajamarquilla era um centro urbano que poderia abrigar de 10.000 a 20.000 pessoas, explicou Van Dalen.

A cidade foi construída por volta de 200 aC e ocupada até cerca de 1500.

 

.
.

Leia mais a seguir