Mundo

Cangurus podem se comunicar intencionalmente com humanos, revela pesquisa
Cangurus podem comunicar-se intencionalmente com humanos, revela a pesquisa, Universidade de Roehampton
Por Universidade de Roehampton - 16/12/2020


Animais que nunca foram domesticados, como os cangurus, podem se comunicar intencionalmente com os humanos, desafiando a noção de que esse comportamento é geralmente restrito a animais domesticados como cães, cavalos ou cabras, de acordo com um estudo inédito da Universidade de Roehampton e da Universidade de Sydney.

A pesquisa, que envolveu cangurus não domesticados em três locais da Austrália, revelou que os cangurus olham para um ser humano ao tentar acessar comida dentro de uma caixa fechada. Os cangurus usavam olhares para se comunicar com o humano em vez de tentar abrir a caixa eles mesmos, um comportamento que geralmente é esperado para animais domesticados.

Dez entre 11 cangurus olhavam ativamente para a pessoa que colocara a comida em uma caixa (esse tipo de experimento é conhecido como "a tarefa do problema insolúvel"). Nove dos 11 cangurus também mostraram alternâncias de olhar entre a caixa e a pessoa presente, uma forma intensificada de comunicação.

A pesquisa se baseia em trabalhos anteriores na área, que examinaram a comunicação de animais domesticados, como cães e cabras, e se a comunicação intencional em animais é resultado da domesticação. O autor principal, Dr. Alan McElligott, da Universidade de Roehampton (agora baseado na City University de Hong Kong), conduziu anteriormente um estudo que descobriu que as cabras podem entender pistas humanas, incluindo apontar, para coletar informações sobre seu ambiente. Como cães e cabras, os cangurus são animais sociais , e a nova pesquisa do Dr. McElligott sugere que eles podem adaptar seus comportamentos sociais usuais para interagir com humanos.

Um canguru exibe uma alternância de olhar entre a caixa insolúvel e o humano.
Crédito: Alexandra Green

O Dr. Alan McElligott disse: "Através deste estudo, pudemos ver que a comunicação entre os animais pode ser aprendida e que o comportamento de olhar para os humanos para ter acesso a comida não está relacionado à domesticação. Na verdade, os cangurus mostraram um padrão de comportamento muito semelhante vimos em cães, cavalos e até cabras quando submetidos ao mesmo teste. Nossa pesquisa mostra que o potencial de comunicação intencional referencial para humanos por animais foi subestimado, o que sinaliza um desenvolvimento empolgante nesta área. Os cangurus são os primeiros marsupiais a ser estudado dessa maneira e os resultados positivos devem levar a mais pesquisas cognitivas além das espécies domésticas usuais. "

Um canguru exibe uma alternância de olhar entre a caixa insolúvel e o humano.
Crédito: Alexandra Green

A Dra. Alexandra Green, da Escola de Ciências da Vida e Ambientais da Universidade de Sydney, disse: "Os cangurus são uma fauna endêmica icônica da Austrália, adorada por muitos em todo o mundo, mas também considerada uma praga. Esperamos que esta pesquisa chame a atenção para as habilidades cognitivas dos cangurus e ajuda a promover atitudes mais positivas em relação a eles. "

 

.
.

Leia mais a seguir