Mundo

Pesquisadores descobrem a ilha mais ao norte do mundo
Os pesquisadores encontraram a massa de terra em uma expedição em julho e, inicialmente, pensaram que haviam chegado a Oodaaq, até agora a ilha mais ao norte do planeta.
Por Phys.org - 29/08/2021


O autônomo território dinamarquês da Groenlândia ganhou as manchetes nos últimos anos, principalmente em 2019, quando o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que queria comprá-lo.

Cientistas descobriram o que se acredita ser a massa de terra mais setentrional do mundo - uma ilha ainda a ser nomeada ao norte da Groenlândia que em breve poderá ser engolida pelas águas do mar.

Os pesquisadores encontraram a massa de terra em uma expedição em julho e, inicialmente, pensaram que haviam chegado a Oodaaq, até agora a ilha mais ao norte do planeta.

"Fomos informados de que houve um erro no meu GPS que nos levou a acreditar que estávamos na Ilha de Oodaaq", disse o chefe da missão, Morten Rasch, do departamento de geociências e gestão de recursos naturais da Universidade de Copenhagen.

"Na realidade, descobrimos uma nova ilha mais ao norte, uma descoberta que expande ligeiramente o reino" da Dinamarca, acrescentou.

Oodaaq fica a cerca de 700 quilômetros (435 milhas) ao sul do Pólo Norte, enquanto a nova ilha fica a 780 metros (2.560 pés) ao norte de Oodaaq.

A Universidade de Copenhagen disse em um comunicado na sexta-feira que "a ilha que ainda não foi nomeada é ... o ponto mais ao norte da Groenlândia e um dos pontos de terra mais ao norte da Terra".

Mas está apenas 30 a 60 metros acima do nível do mar, e Rasch disse que poderia ser uma "ilhota de vida curta".

"Ninguém sabe quanto tempo vai durar. Em princípio, pode desaparecer assim que uma nova e poderosa tempestade chegar."

O território autônomo dinamarquês da Groenlândia ganhou as manchetes nos últimos anos, principalmente em 2019, quando o ex-presidente dos EUA, Donald Trump, disse que queria comprar o território ártico.

A proposta, qualificada de "absurda" pelo governo dinamarquês, causou confusão diplomática, mas também sinalizou um renovado interesse americano pela região.

Também foi duramente atingida pelas mudanças climáticas, à medida que as temperaturas mais altas derreteram suas geleiras, causando um aumento alarmante do nível do mar.

 

.
.

Leia mais a seguir